Porquê o Firebase é o melhor lugar para seu Progressive Web App

No último Google I/O o Firebase ficou monstrão e virou A Plataforma pra aplicativos. Agora ele é um toolkit completo, que vai desde autenticação até analytics; tudo isso a estando disposição do desenvolvedor num ecosistema totalmente integrado com os produtos do Google.

Eu havia comentado anteriormente que achava o finado Parse uma solução mais completa pra quem queria fazer um App. Porém, com esse update, o Firebase preencheu — e da melhor maneira possível — todas as lacunas que o Parse se destacava. O Firebase é muito, mais muito mais que um banco de dados que atualiza em tempo real.

E se Progressive Web Apps são sites que tomaram as vitaminas certas, há poucas vitaminas melhores que o Firebase para construirmos a base fundamental da nossa aplicação. Saiba quais os principais motivos disso:

Hospedagem

Apesar de não ser estritamente obrigatório, um bom PWA tende a ser um Single Page App. Com o Firebase Hosting você pode dar deploy nos arquivos estáticos do seu PWA com apenas uma linha de comando, usando o Firebase-CLI. Tudo é enviado para os servidores do Google e entregue via CDNs ao redor do mundo, o que garante que o usuário da sua aplicação vai carregar seu app o mais rápido possível.

Além disso, ele oferece um controle de versão diferenciado pra cada deploy. Ou seja, se alguém (você) fez alguma merda, até o CTO que não coda nunca consegue voltar pra última versão dando dois cliques lá no painel do Firebase.

Rotas

Se você já fez um SPA, sabe o quão importante é fazer o roteamento devido das páginas. Entretanto, muita gente esquece de que isso é importante de ser feito não só no front-end do seu App, mas no seu servidor também.

Para melhorar a experiência do usuário, uma excelente — e ao meu ver, obrigatória — prática é mudar a URL da sua aplicação a cada vez que a sua View é alterada. E pra isso ficar bem feito, dando a possibilidade de você usar a History API do Browser (e remover aquele /#/ infame das URLs), o Firebase permite que você, de maneira simples, redirecione todo o acesso de URL no seu site para a index.html.

Sendo assim, um acesso de http://meusite.xyz/produtos seria redirecionado diretamente para o seu SPA, com /produtos como parâmetro. Usando um bom framework como o Angular ou uma lib como o React + React Router você tá feito.

Fúnciona até com Ember, aquele framework que ninguém usa.

HTTPS/SSL grátis com seu próprio domínio

SIM. HTTPS tá mais mainstream do que nunca e isso é ótimo.

O Firebase já oferecia HTTPS na faixa pra quem usava o subdomínio padrão, o firebaseapp.com. Porém eles agora têm a ousadia de comprar e configurar o certificado SSL pra você, sem qualquer custo.

E dado que é um certificado direto, diferente do SSL gratuito que a CloudFlare oferece, é sem sombra de dúvida a melhor solução pra ter um HTTPs gratuitamente, com o mínimo de esforço.

Push Notifications, Auth e otras cositas mas

Como mencionei no início do texto, o Firebase agora é um toolkit robusto e completo. O Firebase Cloud Messaging, por exemplo, é uma versão evoluida do Google Cloud Messaging, totalmente projetada pra aplicativos e sites. Ela é especialmente útil para o envio de Push Notifications segmentados, fomentado o engajamento dos usuários, que é um dos princípios de um Progressive Web App.

Além disso, temos serviços como de Autenticação integrado diretamente com o banco do Firebase (totalmente compatível com OAuth, dá pra logar até com conta Microsoft); Analytics projetado para Apps; Integração com o Google Adwords; e os incríveis Dynamic Links e o Firebase Invites, que merecem seus próprios posts.

Aguardem e confiem.

Use o Firebase agora, meu jovem

Você agora já sabe porquê o Firebase é o melhor lugar para seu appzinho morar. Ele vai ter uns vizinhos incríveis. Tá esperando o quê pra começar a usar? Entra em http://firebase.google.com. Nem vai precisar de cadastro por que você que tá lendo tem Conta Google que eu sei.

You got the fire, let it burn.

Pin It on Pinterest